A Reabilitação Urbanística de Alto de Bomba vence a 5ª Edição do Prémio Nacional de Arquitetura na categoria de “Espaços Públicos”

A Reabilitação Urbanística de Alto de Bomba vence a 5ª Edição do Prémio Nacional de Arquitetura na categoria de “Espaços Públicos”

A Reabilitação Urbanística de Alto de Bomba vence a 5ª Edição do PNA (2022) na categoria de “Espaços Públicos”, o projecto de Iniciativa outros Bairros, foi acolhida em 2019 pelo Governo de Cabo Verde através do Ministério de Infraestruturas, Ordenamento Território e Habitação, com colaboração dos Arqts. Ângelo Lopes, Nuno Flores, Jakob Kling, Erickson Fortes, Elaine de Pina, Ema Barros.

Entre Maio de 2019 e Dezembro de 2021, a reabilitação urbana do Alto de Bomba, realizada a partir do modo de vida da população local, transformou 5000 m2 dos espaços públicos que afeta 171 casas da zona e cerca de 800 moradores”. As obras, entretanto, interrompidas por falta de financiamento, ainda estão por elaborar em cerca de 60% do previsto no Alto de Bomba e na totalidade nas zonas de Fernando Pó e Covada de Bruxa, frisou o grupo através de uma publicação.

O presidente do júri deste ano composto pelo Danilo Terra e Pedro Tuma, salientou que: “esta atuação trata da valorização da profissão por práticas que vão muito além do desenho e do técnico especializado. Os profissionais tornam-se mediadores dos diversos interesses locais, as comunidades e o poder público. Valorização de materiais, mão de obra, escuta e colaboração local também foram ferramentas fundamentais para a efetiva ativação e apropriação do espaço público.

É através desta forma de atuação de arquitetas e arquitetos que a comunidade passa a compreender que o espaço público não é o espaço de ninguém, mas o espaço de todos. Atuando neste campo, arquitetas e arquitetos não apenas fazem projetos, fazem cidade. O impacto vai muito além de indivíduos e da paisagem, impactam a sociedade”.

Anterior CNAD Vence a 5ª Edição do Prémio Nacional de Arquitetura na Categoria “Edifício”

Leave Your Comment

REDES SOCIAIS

ACESSO RESTRITO

© 2022 Ordem dos Arquitetos de Cabo Verde. Todos os direitos reservados