Abre a 17ª Exposição Internacional de Arquitetura na la Biennale di Venezia 2021 com a participação de arquiteta e artista cabo-verdianos

A arquiteta Patti Anahory e o artista visual César Schofield Cardoso apresentam a sua obra, intitulada “Água(s), Produção de Territórios e Imaginários'', na exposição subordinada ao tema “Como Iremos Viver Juntos?”.

O trabalho Água(s), idealizado pela arquiteta Patti Anahory e o artista visual César Schofield Cardoso, parte do imaginário de um país marítimo, rodeado pela imensidão do oceano, onde gigantescos resorts oferecem oásis, com vegetação abundante e piscinas imensas, que estendem a imensidão do azul. Porém, ironicamente, Cabo Verde é um país que sofre de extrema escassez de água potável, onde a precipitação é esparsa, muito irregular, sofrendo às vezes de vários anos sem chuva, como aconteceu entre 2017 e 2019.

A exposição foi inaugurada ao público a 22 de Maio e permanece até 29 de Novembro de 2021, em Veneza, Itália. A arquitecta Patti Anahory esteve presente durante a pré-abertura que contou com 7.000 visitantes convidados e 1.100 jornalistas, dos quais 500 de mídias internacionais.

Esta é a primeira participação de cabo-verdianos na exposição internacional de arquitectura desde a sua inauguração em 1980. La Biennale di Venezia é a mais antiga e ainda a mais prestigiada organização cultural do mundo, tendo sido inaugurada em 1895. Nesta edição participaram 112 escritórios/coletivos, 7 dos quais africanos. A Bienal apresenta-se como um espaço de experimentação sobre as múltiplas formas de atuação no campo da arquitetura.

 

 LINK para mais Informações:

https://www.storianalugar.net

https://www.facebook.com/storianalugar